Saúde dos olhos: Como evitar a conjuntivite? | Gold Finger

Olhos Azuis

Constantemente expostos a impurezas vindas através do ar, nossos olhos são extremamente sensíveis, e por isso, devemos tomar muito cuidado com a saúde deles, pois qualquer coisinha pode deixa-los irritados. A transmissão de doenças através do ar é maior no verão e com isso, estamos mais suscetíveis a nos contaminar com patologias como a conjuntivite.

Pessoas que usam óculos sabem que é imprescindível consultar o seu médico oftalmologista com periodicidade para manter a boa saúde dos olhos, uma vez que, ele pode detectar quaisquer alterações nos olhos e indicar o melhor tratamento.

O QUE É CONJUNTIVITE?

Conjuntivite é uma doença causada por bactérias, vírus, alergias ou agentes tóxicos, que inflama a conjuntiva dos olhos, membrana que reveste o globo ocular e a parte interna das pálpebras.

A conjuntivite viral é transmitida através do ar e se propaga geralmente no verão. A contaminação normalmente acontece com mais facilidade em ambientes fechados como ônibus, escolas e creches.

É uma doença que causa muito incômodo, mas não é grave.

SINTOMAS DA CONJUNTIVITE

#1- Olhos avermelhados, lacrimejantes, coceira e pálpebras inchadas

Os sintomas da conjuntivite começam com a sensação de areia nos olhos, lacrimejamento, coceira e muita ardência. Logo após, os olhos ficam vermelhos, as pálpebras incham e pode aparecer uma secreção tipo ramela, pus ou lágrima.

#2- Intolerância a luz

A pessoa com sintomas de conjuntivite pode desenvolver a fotofobia, ou seja, sensibilidade à luz no período que a doença estiver se manifestando.

A solução é utilizar óculos de sol, inclusive à noite, pois até mesmo as luzes artificiais podem incomodar.

#3- Visão borrada e/ou embaçada

Por causa da inflamação na conjuntiva, a pessoa que está com conjuntivite pode enxergar embaçado ou com borrões.

A conjuntivite viral costuma durar em torno de 20 dias se for tratada corretamente. Já a conjuntivite bacteriana dura de 5 a 7 dias.

Vale lembrar que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e que, por isso, é imprescindível que consulte um oftalmologista para detectar a patologia e iniciar o tratamento, que é a base de remédios, pomadas, colírios e soro fisiológico, o mais rápido possível.

COMO EVITAR A CONJUNTIVITE?

Para evitar o contágio da conjuntivite é necessário que haja alguns cuidados como:

#1 Evitar ambientes fechados;

#2 Não compartilhar maquiagens e óculos;

#3 Não compartilhar toalhas de rosto, toalhas de banho e travesseiros;

#4 Lavar as mãos com frequência;

#5 Não coçar os olhos;

#6 Manter os olhos limpos com compressas de água gelada ou soro;

#7 Não utilizar colírios e pomadas sem prescrição médica.

Tomando todos esses cuidados, é possível ficar longe da conjuntivite e manter uma boa saúde dos olhos!

Gostou deste post? Tem alguma dúvida ou sugestão?

Deixe seu comentário!

Cuidados com a saúde dos olhos das crianças

cuidados com a saúde dos olhos das crianças - Golf Finger-min

Os primeiros sintomas de doenças oftalmológicas surgem logo no começo da infância, por isso é muito importante que os pais se mantenham atentos aos indícios. Afinal, quanto mais precoce o diagnóstico mais efetivo será o tratamento.

Veja, abaixo, algumas dicas para o cuidado com a saúde dos olhos das crianças do oftalmologista do Hospital Oftalmológico de Brasília, Mario Jampaulo!

“Ao nascimento – Assim como o exame do “pezinho”, é importante que se faça o do “olhinho”, que consiste em focar uma luz em frente ao olho do bebê. O reflexo dela deve ser vermelho, se não for, significa que a criança tem algum problema de visão, que pode ser catarata congênita, tumores ou até alterações embrionárias. O oftalmologista infantil poderá indicar o melhor tratamento.

Até 2 anos – O lacrimejamento excessivo pode indicar que algo está errado no canal da lágrima. Para evitar o agravamento da doença, é preciso consultar um especialista, que, por meio de exames, indicará a melhor forma de tratamento. Em casos mais graves, é preciso fazer uma cirurgia para corrigir a obstrução do canal lacrimal.

Entre 2 e 5 anos – Nessa fase costuma surgir o estrabismo acomodativo, conhecido como ambliopia, que consiste na diferença do alinhamento entre os olhos. “A criança tem um olho que é preguiçoso, por isso ela força o sadio para enxergar, causando a necessidade de grau nele”, diz o oftalmologista Mario Jampaulo.  O tratamento consiste em tampar o olho sadio e forçar o outro a enxergar e o uso de óculos.

Entre 5 e 7 anos – No início da vida escolar é preciso redobrar a atenção. Qualquer desinteresse pelas aulas pode indicar que algo está errado na visão. As doenças mais comuns são miopia (dificuldade em enxergar de longe), hipermetropia (dificuldade em enxergar de perto) e astigmatismo (distorção das imagens de objetos seja de perto ou de longe). O tratamento é feito com o uso de óculos de grau, que deverá ser receitado pelo oftalmologista.”

Ao perceber qualquer um dos sintomas citados acima leve o seu filho(a) para a consulta com um oftalmologista.

Fonte: <http://revistavivasaude.uol.com.br/saude-nutricao/noticias/atencao-na-saude-dos-olhos-das-criancas-147826-1.asp/> Acesso em 24/03/2016 às 10:20

Você também pode interessar-se por:

5 indícios de que você precisa usar óculos

10 lindas noivas de óculos

Maquiagem para quem usa óculos

Como combinar os óculos com a cor do seu cabelo

Como escolher os óculos de grau corretos para você

Saiba qual tipo de óculos fica melhor no seu formato de rosto!

Como minimizar os danos da visão diante dos aparelhos eletrônicos

 Como minimizar os danos da visão diante dos aparelhos eletrônicos

Já é conhecimento de todos que o uso excessivo de aparelhos tecnológicos, como computador, tablet, televisão e celular, causam problemas de saúde na visão, mas alguns simples cuidados podem minimizar bastante os danos à visão. Veja as causas e os cuidados que devemos tomar!

Continuar lendo

Maquiagem – Cuidados com os olhos

topo

Que mulher não usa maquiagem? Nem que seja somente de vez em quando ou para ir naquele casamento da amiga, não é mesmo? Mas precisamos tomar alguns cuidados para manter a pele e os olhos sempre saudáveis. Veja, os cuidados que você deve sempre ter!

Nada de dormir maquiada! – Dormir maquiada faz mal para a pele, não permite a transpiração natural e pode causar a chamada blefarite, que é uma inflamação nas pálpebras, ou até irritações oculares e alergias.

Use sempre demaquilante –  O melhor é sempre usar um demaquilante adequado para a área dos olhos. Existem produtos testados especificamente para a melhor eficácia da higiene dos olhos sem causar alergias, mas mesmo assim é importante ter cuidado para não deixar que o produto entre em contato com os olhos. Se isso acontecer recorra ao soro fisiológico gelado, e se a ardência ou irritação persistir não deixe de ir ao oftalmologista, e evite lesões mais graves.

Emprestar maquiagem? Nem pensar! – Os produtos emprestados podem trazer bactérias que causam conjuntivite ou irritação. Tenha como só seu, pelo menos o lápis de olho, o rímel, a sombra e os pincéis. O restante, como o blush e bronzer, são menos invasivos e costumam ficar mais distantes da área dos olhos, mas se puder evite compartilhar também. Afinal a sua saúde é mais importante!

Lápis de olho pode ser um vilão – A linha d’água,a linha branca dos olhos, possui glândulas que produzem parte da lágrima e o ponto lacrimal, que com o uso do lápis pode obstruir este ponto e causar inflamações e até sintomas de olho seco. Portanto, mesmo ficando lindo, evite.

Delicadeza na hora de tirar a make – A pele da pálpebra é muito sensível, então nunca esfregue com força os olhos. Além de poder causar uma irritação, ainda pode ferir e até causar uma inflamação mais grave.

Gostou das dicas? Tem alguma dúvida ou sugestão? Comente!